PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Expectativas do Mercado de Trabalho para 2018

A crise econômica, na verdade, não é o único fator que influencia o mercado de trabalho. A política e a reforma trabalhista também impactam diretamente nas taxas de emprego do Brasil.

Para o primeiro trimestre de 2018, os empresários brasileiros revelam intenções de contratações estáveis para este período. Enquanto 72% não esperam alterações nos níveis de contratação, 13% deles preveem aumento, frente a 8% de previsão de diminuição, resultando em uma expectativa líquida de emprego de +5%.

Apesar do cenário de instabilidade, algumas áreas se mantiveram firmes e em crescimento, sejam motivadas pelas evoluções tecnológicas ou pelas mudanças sociais ou, ainda, pelo aumento da procura por opções que proporcionem bem-estar, beleza e autoestima, como é o caso do segmento da estética.

Na maior parte dos países, as previsões melhoraram ou permaneceram estáveis.

De forma geral, o mercado tem buscado cada vez mais por profissionais inovadores, que saibam atuar e se relacionar no ambiente digital e que sejam capazes de trabalhar de forma integrada com as demais áreas. Ser capaz de desenvolver constantemente novos conhecimentos que possam agregar no desempenho de suas atividades também é um diferencial. O cenário, portanto, é de pressão para todas as áreas que mantenham relação próxima ao cliente, devido à disputa acirrada.

Com quadros enxutos e mercado retraído, isso significa que o colaborador contratado apresentará um diferencial se conseguir realizar seu trabalho de forma versátil, contribuindo com áreas relacionadas à sua e que, possivelmente, estejam sofrendo com a redução do quadro.

Sabemos que esse contexto em que há o aumento da pressão e da quantidade de responsabilidades atrelada ao risco iminente de demissões pode impactar negativamente no desempenho dos trabalhadores. Por isso, também é preciso cuidado para saber lidar com os desafios do cenário e não deixar que a ansiedade seja um fator que comprometa sua produtividade.

O mercado de trabalho mudou e ele se impõe ao exigir um novo perfil de profissional: aquele que está em constante mutação. A crise, a recessão, o fechamento de postos de trabalho, a queda de contratações via CLT, a globalização, o aumento do empreendedorismo (muitos por necessidade), tudo isso se apresenta em um momento de transição em que é fundamental para o trabalhador buscar um novo modelo de carreira que o prepare para o futuro, que já bate à porta. Exceto áreas específicas, esqueça o tempo de ser especialista em uma única área da sua formação. Esse tempo acabou. Hoje, o profissional disputado pelas organizações é o que consegue ser multitarefa em um mercado em frequente mudança. Se ainda não enxergou que o cenário é outro, é melhor abrir os olhos.

Pensamentos:

“Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos”. II Timóteo 3:1

“Lembre-se do seu Criador nos dias da sua juventude, antes que venham os dias difíceis e se aproximem os anos em que você dirá:”Não tenho satisfação neles”. Eclesiastes 12:1

Escrito por:

Deixe seu comentário

Leia mais sobre: Sem categoria

Por favor, preencha o formulário para entrarmos em contato

Ao clicar em "Enviar" você concorda com nossa Políticas de Privacidade.

Produtos